NOVA TECNOLOGIA PARA CONTRAPISO NA BAU 2019

Estamos vivendo em um mundo volátil, em que a globalização e a agilidade de troca de informações nos obrigam a acelerar processos e otimizar recursos, vivendo à base da máximo “tempo é dinheiro”. Considerando isso, todos os ramos no mercado internacional têm desenvolvido novas tecnologias para que atividades sejam realizadas em um período de tempo mais curto, de forma mais simples, sustentável e econômica. A engenharia civil não é exceção para isso, mas infelizmente o Brasil ainda não conseguir chegar num patamar tecnológico nesse segmento que se compare com o cenário internacional.

Com o objetivo de se inteirar dos lançamentos internacionais da construção, a fundadora da UMBAU foi visitar a BAU 2019 na Alemanha, onde várias novas tecnologias construtivas e materiais de construção inovadores estavam sendo apresentados. Uma das tecnologias interessantes encontradas na feira foi uma alternativa conjunta para contrapiso, isolamento acústico e isolamento térmico.

(FONTE: Foto por Marina Nissel)

A empresa austríaca THERMOTEC desenvolveu um contrapiso que também tem a funcionalidade de ser isolante térmico e isolante acústico, uma ótima solução para aumentar a capacidade térmica da estrutura e ao mesmo tempo regularizar o piso de forma fácil, rápida e leve.

(FONTE: Site Thermotec)

Trata-se de pequenas bolinhas de Poliestireno Expansível recicladas, em uma solução de mineral ligantes. A aplicação do material é simples e de forma similar à uma concretagem, onde um caminhão chega com a mistura, e esta é então laçada sobre a estrutura, espalhada e deixada secar.

A tecnologia ainda não foi importada para o Brasil, porém seria uma boa opção para novas edificações em estados mais frios do país, principalmente a partir de 2025 quando será obrigatório que as edificações residenciais obtenham a Etiqueta Nacional de Desempenho Energético em edificações, e para isso será imprescindível ter um bom desempenho térmico.

Fonte:
http://www.thermotec.at